Coordenadoria de Relações Internacionais

Coordenadoria de Relações Internacionais

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) recebeu, nos dias 06 e 07 de junho, visita da delegação da Associação de Universidades Públicas do Paraguai (AUPP). O grupo, que passou pelos três campi da Instituição acompanhada do vice-reitor Fabiano Gonçalves Costa e da coordenadora de Relações Internacionais da UENP, Eliane Segati Rios Registro, foi composto por representantes de quatro universidades do país vizinho: Universidad Nacional de Asunción (UNA), Universidad Nacional de Concepción (UNC), Universidad Nacional de Itapúa (UNI) e Universidad Nacional de Canindeyú (UNICAN). O presidente da AUPP e reitor da Unican, Mariano Adolfo Pacher Morel, acentuou que as informações colhidas durante a visita serão apresentadas às oito universidades públicas paraguaias que compõe a Associação. Ele destacou ainda o desejo de constituir um processo de cooperação Brasil e Paraguai que resulte em uma integração das universidades. “Eu acho que temos dados passos firmes nessa direção”, pontuou. Pacher destacou que para um projeto de integração, o ponto inicial é estabelecer um relacionamento pessoal. “Estamos muito felizes em conhecer a UENP, uma universidade nova com tanta vitalidade e com gana de trabalhar para a integração da região”, disse. O vice-reitor da UENP, Fabiano Gonçalves Costa, acentuou que a visita possibilitou um olhar diferenciado para a internacionalização. “É preciso mirar para nossos países vizinhos, que dividem conosco, além da situação cultural e regional, aspectos que fazem parte de nossa realidade”, destacou. Fabiano lembrou ainda que toda vez que se fala em internacionalização, volta-se para países de língua inglesa. “Nós estamos aqui ao lado de países ricos em cultura, que falam a língua espanhola e que podem nos fortalecer como universidade. Precisamos estreitar nossas relações e estabelecer parcerias para trocas de experiências”, salientou. Para a professora Eliane Segati, a recepção da delegação da AUPP fortaleceu ainda mais os laços da UENP com as oito universidades da rede. “Essa ação certamente resultará em projetos conjuntos que contribuam, de fato, aos reais interesses de nossa comunidade acadêmica”, acentuou. Eliane enalteceu o empenho e o comprometimento dos diretores de campus, de centros, dos coordenadores de programas de pós-graduação e de outros projetos. “A participação de todos contribuiu mais uma vez para mostrarmos aquilo que fazemos de melhor em nossa Universidade, impressionando a delegação paraguaia de forma significativa”, ressaltou. A reitora da UENP, Fátima Aparecida da Cruz Padoan, destacou a importância do intercâmbio como forma de potencializar a educação superior universitária com a troca de experiências. “Trabalhamos com objetivos comuns como Universidades para promoção do desenvolvimento das nossas regiões de abrangência. As parcerias vêm para nos fortalecer”. A reitora acentuou ainda que as universidades paraguaias enfrentam problemas parecidos com os das instituições paranaenses, como o financiamento público. “Essa aproximação contribuirá ainda para a qualificação das atividades de ambas as instituições”, finalizou a reitora. Agenda A agenda de visitas, que foi toda acompanhada pelo vice-reitor e pela coordenadora de Relações Internacionais, teve início em Cornélio Procópio com reunião com o diretor do campus Sérgio Roberto Ferreira, com diretores e representantes de Centros e coordenadores dos programas de pós-graduação. Ainda no Campus, a delegação, composta por Mariano Adolfo Pacher Morel (UNICAN), Juan Manuel Silvero (UNA), Edgar Catalino Ferreira Sánchez (UNC), e Hermenegildo Cohene Velázquez (UNI), visitou o Laboratório de Línguas, o Laboratório Empresarial, a Brinquedoteca, e Laboratórios do curso de Ciências Biológicas, além dos centros de estudos do Campus. A visita foi acompanhada também pelo coordenador geral da Unidade Gestora do Fundo Paraná, Luiz César Kawano. Na manhã de quarta-feira, após visitar a Clínica de Fisioterapia e a construção do prédio da Odontologia, em Jacarezinho, a delegação paraguaia passou pela sede da Reitoria da UENP, onde participou de uma reunião que contou com a presença do diretor de Campus, Fábio Antônio Neia Martini; do vice-diretor Maurício de Aquino, de diretores e representantes de Centros, pró-reitores e coordenador do programa de pós-graduação. No período da tarde, a comitiva seguiu para o Campus Luiz Meneghel, em Bandeirantes, onde acompanhou apresentação sobre o campus, realizada pelo diretor Ederson Marcos Sgarbi, sobre os centros de estudos, feita pelos diretores; e programa de pós-graduação, hospital veterinário, programas e projetos do campus.
A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC) e da Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI), realizou, na última semana, o 1º Intercâmbio Cultural das Artes (IC das Artes), na Universidade Nacional de Itapúa, no Paraguai. A exposição, que contou com obras de artistas do Norte Pioneiro do Paraná, fez parte da programação do evento “Expo Libro, Arte y Cultura de la UNI 2017”, realizado na cidade de Encarnación, em comemoração aos 150 anos da Epopeia Nacional, o Centenário de Augusto Roa Bastos e o vigésimo aniversário da UNI. No intercâmbio, a UENP foi representada pelo diretor de Cultura, James Rios; pelo chefe de Divisão de Cultura, Alexander Gonçalves; e pelos acadêmicos Beatriz dos Santos da Silva e Rafael Braz. “A troca de experiências foi muito rica, uma vez que tivemos a oportunidade de compartilhar os mesmos anseios e aprender, mutuamente, com as dinâmicas de trabalho de cada instituição”, ressalta James Rios. Ele acrescenta ainda que que a visita à Universidad Nacional de Itapúa “foi de suma importância para que pudéssemos ter um panorama dos trabalhos voltados à arte e à cultura no Paraguai”. O acadêmico Rafael Braz, selecionado para realizar a mediação das obras durante a exposição, conta que essa segunda experiência de intercâmbio superou suas expectativas. Ele, que já esteve em mobilidade estudantil na Colômbia, disse que “a oportunidade me fez reconsiderar conceitos e ideias arraigados sobre a língua espanhola, como o novo sotaque, o novo jeito de pronunciar palavras, além de conhecer uma nova cultura e ser acolhido por ela”. A acadêmica Beatriz dos Santos da Silva, também selecionada para mediação das obras, comenta que, “além de poder exercitar a língua espanhola, a experiência me proporcionou o conhecimento de outra cultura e costumes”. Além de acompanhar a exposição, realizada de 30 de maio a 2 de junho, os professores James Rios e Alexander Gonçalves ministraram a conferência “A cultura na Universidade em tempos de crise”, na Faculdade de Humanidades, da UNI. Juntamente com os alunos da UENP, participaram de reuniões com o reitor da UNI, Ing Hildegardo González Irala, e outras instâncias dentro da universidade paraguaia. A professora Eliane Segatti destaca que “A experiência com a Universidade de Itapúa, no Paraguai, foi extraordinária, desde a seleção das obras até a sua exposição, oportunizando a vivência acadêmica e cultural dos nossos docentes e discentes. É a internacionalização, em um movimento de valorização do regional para o internacional”. A professora ressalta ainda que o Programa Intercâmbio das Artes está apenas começando. “Sob o abrigo do convênio Zicosur, teremos condições de dar visibilidade à expressão artística regional a outros países, a exemplo do Chile, Bolívia e Argentina”, comenta.
    A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) firmou, no último mês, ações de parceira com a Universidad Nacional de Salta, na Argentina. Os trâmites foram discutidos no país vizinho, durante visita da reitora da UENP, Fátima Aparecida da Cruz Padoan, e da Coordenadora de Relações Internacionais (CRI), Eliane Segatti Rios Registro, nos últimos dias 18 e 19 de maio. Entre as ações de parceria, já para esse ano, a UENP deve receber um professor da área da saúde da Universidad de Salta, que virá para fazer um intercâmbio de pesquisa, além de possibilidade de projetos conjuntos com os professores do Centro de Ciências Biológicas. “Para nós, certamente, é uma ótima notícia. A troca de conhecimentos com universidades do exterior é sempre muito enriquecedora. Nos dá a possibilidade de ver e entender como eles trabalham o ensino, a pesquisa e a extensão, contando com o valor inestimável da internacionalização. A UENP estará sempre de portas abertas a oportunidades como essas”, disse a reitora Fátima Padoan. Ainda na Universidad Nacional de Salta, a UENP participou da primeira Plenária da Rede Zicosur Universitária de 2017, que reuniu reitores e dirigentes da área de internacionalização de mais de vinte universidades públicas da Argentina, Bolívia, Brasil e Paraguai. A reunião foi presidida pela reitora da UEL, Berenice Quinzani Jordão, presidente da Rede Zicosur Universitária, e pelo vice-presidente Mariano Adolfo Pacher, reitor da Universidad Nacional de Canindeyú (Paraguai). A reunião teve como pauta as ações conjuntas para o incremento da mobilidade acadêmica/docente, estudantil e técnico-administrativa voltadas para dois focos: o intercâmbio de experiências e metodologias, e o estabelecimento de projetos e pesquisas comuns para o fortalecimento do Ensino Superior, como forma de consolidar redes temáticas para a integração e o desenvolvimento social, econômico e cultural desta macro região latinoamericana. Além da reunião plenária da Rede Zicosur, a UENP também esteve no VI Seminário Internacional de Integração Subregional, realizado na Universidad Nacional Jujuy, localizada no norte da Argentina. Durante o evento, a reitora e a coordenadora da CRI apresentaram os resultados das ações do Zicosur na UENP, além de realizarem uma visita técnica na Universidad para aproximação de interesses conjuntos em áreas estratégicas de desenvolvimento internacional. Dentre as oportunidades de parceria com a Universidade de Jujuy, estão a dupla titulação em programas de doutorado, além de co-tutelas e projetos para o desenvolvimento da língua inglesa como língua estrangeira. Segundo Eliane Segatti, a visita foi bastante positiva. “As oportunidades de diálogo com universidades estrangeiras fortalecem nossos objetivos de desenvolvimento de parcerias internacionais que visam à promoção de oportunidades de avanços significativos nas diferentes áreas de conhecimento”, disse.  
Na terça-feira (21) de março, foi lançada a segunda etapa do programa “Paraná Fala Inglês”. Na nova fase serão ofertados cursos que contribuam para a promoção de ações reais de internacionalização inseridas no contexto universitário. O programa faz parte da primeira etapa de um programa maior, pertencente ao plano estratégico da SETI chamado “Paraná fala Línguas Estrangeiras" que tem como objetivo contribuir com a promoção da internacionalização das universidades estaduais do Paraná.   “Vamos investir no aprimoramento das capacidades de comunicação científica e acadêmica em língua estrangeira, pois queremos colocar os cursos de graduação e pós-graduação das universidades estaduais em patamar compatível com os das melhores universidades nacionais e estrangeiras”, afirma a coordenadora do programa e das relações internacionais na Universidade Estadual do Norte do Paraná, profa. Eliane Segati Rios Registro. Na segunda fase do Paraná fala Inglês os cursos auxiliarão na formação de docentes de diversas áreas do conhecimento para ministrarem suas disciplinas em língua inglesa, como também para fomentar parcerias com países falantes de língua inglesa, a fim de promover ações conjuntas em prol da qualificação, fortalecimento e expansão do PFI. O programa, que agora conta com o acompanhamento de um Comitê Gestor, pretende capacitar 400 participantes em cada universidade, o que resulta em um total de 2.800 pessoas, entre docentes, discentes e agentes universitários que contribuirão para o desenvolvimento do processo de internacionalização do Estado. Eliane Segati destaca que serão ofertados cursos que viabilizem a utilização da língua inglesa em contexto reais, a exemplo do inglês acadêmico e inglês como meio de instrução. “Esses e outros cursos previstos contribuirão para potencializar as publicações em revistas de alto impacto internacionais, além de preparar a comunidade acadêmica para o cenário da pesquisa, do ensino e da extensão, a partir de um cenário de diversidade linguística e cultural”, reforçou. Nesta etapa o PFI lança sua primeira parceria com o Governo Canadense, representado pela Languages Canada, uma associação do setor de educação linguística do Canadá, e a Smart English, instituição com exclusivo e inovador sistema de aprendizagem de língua inglesa desenvolvido pelo Departamento Pedagógico da Canadian College of English Language.
  A Coordenadora de Relações Internacionais da UENP, Profa. Dra. Eliane Segati Rios Registro, participou da l Feria Estudiar en España (l Feira Estudar na Espanha) que aconteceu nos dias 10 e 11 de março de 2017, no Instituto Cervantes em São Paulo – SP, promovida pelo Escritório de Educação da Embaixada da Espanha no Brasil, cuja missão institucional é estreitar laços acadêmicos entre ambos os países O objetivo da feira é promover e expandir a cooperação mútua das instituições de ambos os países uma vez que, embora as relações e as trocas atualmente existentes entre as universidades da Espanha e universidades do Brasil, ainda há muito espaço para crescimento nesses relacionamentos, tanto em número de estudantes de graduação e pós-graduação, como em projetos de colaboração científica, do ponto de vista linguístico cultural, e campos de interesse relativos à pesquisa. Na ocasião, participaram representantes de diversas universidades espanholas, dentre as quais: a Universidade de Múrcia, Universidade de Salamanca, Universidade de Córdoba, Universidade de Alcalá, Universidade Complutense, Universidade de Sevilla, Universidade Pública de Navarra, entre outras, que apresentaram seus respectivos programas de graduação, pós-graduação, bolsas e intercâmbio, além de possibilidades de parcerias com a UENP para diversos cursos de graduação, pós-graduação, projetos com professores leitores para estimular a aprendizagem de língua espanhola em nossa universidade, entre muitas outras possibilidades de cooperação internacional. Na oportunidade, o Diretor do Centro Prof. Dr. Luiz Fernando Kazmierzak e o Coordenador dos Programas de Mestrado e Doutorado em Ciência Jurídica, Prof. Dr. Fernando de Brito Alves, estiveram presentes na Feira para discutirem a proposta de dupla titulação para a graduação em direito com a Universidade de Murcia, além de estreitarem os laços com as demais universidades espanholas presentes. A Coordenadoria de Relações Internacionais, em seu imensurável esforço para tornar a UENP um espaço de discussões com vistas à internacionalização, busca, em eventos como este, oportunizar à comunidade acadêmica parcerias que resultem em mobilidades e atividades de internacionalização, confluindo para o enriquecimento linguístico, cultural e curricular.    
    Palestra: "Empreendedorismo no Paraguai" Ministrante:  Profª Gladys Romero - UNI - Universidad Nacional de Itapuá "Aspectos Positivos e Negativos da Integração Econômica com o Brasil - Mercosul" - UNI - Universidad Nacional de Itapuá Leia mais: http://i-simposio-internacional-de-economia-uenp.webnode.com/programacao/
Eric Bortoletto Fontes, 22 anos, está de malas prontas. No próximo dia 09, o aluno do quinto ano do curso de Direito da UENP (Campus de Jacarezinho) embarca para Portugal. O destino é a Universidade do Porto, uma das mais conceituadas do mundo, onde ele passará seis meses aprimorando seus conhecimentos jurídicos. Eric foi selecionado através do Programa de Bolsas Ibero Americanas para Estudantes de Graduação Santander Universidades, que viabiliza intercâmbio para países da Europa (Portugal e Espanha) e da América Latina. “Eu sempre pensei nessa possibilidade de estudar fora. Foi por isso que me inscrevi no programa assim que soube do processo de seleção. Além disso, tenho amigos que já fizeram intercâmbio e disseram que é uma experiência maravilhosa. Foi uma alegria e uma surpresa muito grande quando eu soube que havia sido selecionado”, conta Eric. O processo de seleção é exigente. Leva em conta as notas do candidato ao longo do curso e também a produção acadêmica (como produção de artigos científicos) e a participação em congressos e grupos de pesquisa, por exemplo. Segundo a coordenadora de Relações Internacionais da UENP, professora Eliane Segatti Rios Registro, ser selecionado nesse programa é um reconhecimento ao empenho e dedicação do aluno. “Atualmente a CRI seleciona um aluno por edital. Trata-se de uma grande oportunidade aos nossos acadêmicos de entrar em contato com culturas estrangeiras e, ao mesmo tempo, complementar a sua formação acadêmica. Isso certamente contribuirá para que sejam profissionais de excelência no mercado de trabalho”. Durante os seis meses em que ficará em Portugal, Eric vai morar com outros dois brasileiros, numa casa de estudantes. Ansioso, ele conta que escolheu a Universidade do Porto por ser uma das universidades que mais recebem estrangeiros na Europa. “Durante as minhas pesquisas, percebi que a Universidade do Porto é muito aberta a alunos de outras nacionalidades. Há toda uma estrutura para que esses alunos sejam bem recebidos e se sintam à vontade no ambiente acadêmico. E isso foi fundamental para a minha escolha”, explicou. Eric tem sonhos. Assim que concluir a graduação, ele pretende se preparar para ingressar na magistratura. Ele acredita que o intercâmbio vai ajudar a abrir caminhos para a realização desse sonho. “Saber como funciona o poder judiciário na Europa é, sem sombra de dúvidas, uma forma de enriquecer meu aprendizado. Pretendo aproveitar ao máximo a oportunidade que estou recebendo e levar o nome da UENP comigo”, conclui.
Aconteceu, entre os dias 24 a 27 de outubro de 2016, o I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ECONOMIA - UENP E XVIII SEMANA DE ECONOMIA, no Campus de Cornélio Procópio, da Universidade Estadual do Norte do Paraná. O evento teve por objetivo promover discussões acerca do cenário econômico nacional e internacional. Com destaque, dois professores estrangeiros foram convidados para ministrar palestras aos partícipes do evento, a saber: Profª Gladys Arcadia Romero e  Profº René Arruá Torreani. Ambos da UNI - Universidad Nacionald e Itapuá – Paraguai.   Mais informações sobre o evento, acesse: http://i-simposio-internacional-de-economia-uenp.webnode.com/
    Na noite do dia 23 de agosto de 2016, a Coordenadora de Relações Internacionais da UENP, Profa. Dra. Eliane Segati Rios Registro, esteve no Centro de Letras, Comunicação e Artes, na segunda etapa do Projeto Jornadas de Língua e Literatura, onde proferiu a palestra sob o tema “A mobilidade internacional na graduação como um processo de qualificação acadêmica, profissional e cultural”. O Projeto Jornadas de Língua e Literatura, Coordenado pela Profa. Dra. Luciana Brito, tem por objetivo ampliar as potencialidades de desenvolvimento intelectual dos graduandos, ao promover o estudo de tópicos que não são comumente abordados pelo conteúdo programático. As jornadas devem ocorrer no formato de palestras, minicursos ou mesas-redondas, organizadas pelo CLCA/JC, cujos resultados podem redundar em horas de prática como componente curricular, em horas de estágio supervisionado, horas de AACC, ou mesmo em novos projetos de ensino ou de extensão. A Coordenadora de Relações Internacionais, apresentou o site da CRI para os ouvintes, falou sobre o processo de mobilidade nacional e internacional, programas vigentes, preparação curricular, e dirimiu diversas dúvidas dos ouvintes. Logo após, o acadêmico Rafael Braz, egresso do programa BRACOL, dividiu com o público suas experiências, falando um pouco sobre as diferenças entre a UENP e a Universidade Santo Tomas (Colômbia), a qual fez a mobilidade. Além disso, ele esclareceu algumas dúvidas relacionadas ao idioma, e sobre as disciplinas cursadas no exterior. Ao término da excelente palestra, a Profa. Eliane Segati, a pedido do Coordenador do Curso do Filosofia, José Carlos da Silva, teve uma fala com os discentes a respeito de um projeto de mobilidade internacional na Grécia. Discutiu-se, então, a viabilização dessa mobilidade, bem como as possibilidades de internacionalização e os processos que envolvem as atividades no exterior.
No dia 07 de novembro de 2016 (segunda-feira), a Coordenadora de Relações Internacionais da UENP, Profa. Dra. Eliane Segati Rios Registro, teve participação na reunião dos pontos focais e assuntos internacionais da Secretaria para Assuntos Estratégicos do Estado do Paraná. Possibilidade de trabalhos conjuntos em prol da internacionalização do Estado do Paraná. Participação especial: Mike Proctor, Universidade do Arizona. Outros assuntos discutidos em palestras foram o financiamento da pesquisa e da pós-graduação do Paraná e o quadro atual da internacionalização das universidades brasileiras. Uma mesa redonda, que reuniu estudantes da UEL, Unespar, Unioeste, UEM, UENP, UEPG e Unicentro, também discutiu a mobilidade internacional.
Página 5 de 13