Quarta, 08 Fevereiro 2017 11:19

Aluno da UENP faz viagem de Intercâmbio para Europa

Escrito por
Eric Bortoletto Fontes, 22 anos, está de malas prontas. No próximo dia 09, o aluno do quinto ano do curso de Direito da UENP (Campus de Jacarezinho) embarca para Portugal. O destino é a Universidade do Porto, uma das mais conceituadas do mundo, onde ele passará seis meses aprimorando seus conhecimentos jurídicos. Eric foi selecionado através do Programa de Bolsas Ibero Americanas para Estudantes de Graduação Santander Universidades, que viabiliza intercâmbio para países da Europa (Portugal e Espanha) e da América Latina. “Eu sempre pensei nessa possibilidade de estudar fora. Foi por isso que me inscrevi no programa assim que soube do processo de seleção. Além disso, tenho amigos que já fizeram intercâmbio e disseram que é uma experiência maravilhosa. Foi uma alegria e uma surpresa muito grande quando eu soube que havia sido selecionado”, conta Eric. O processo de seleção é exigente. Leva em conta as notas do candidato ao longo do curso e também a produção acadêmica (como produção de artigos científicos) e a participação em congressos e grupos de pesquisa, por exemplo. Segundo a coordenadora de Relações Internacionais da UENP, professora Eliane Segatti Rios Registro, ser selecionado nesse programa é um reconhecimento ao empenho e dedicação do aluno. “Atualmente a CRI seleciona um aluno por edital. Trata-se de uma grande oportunidade aos nossos acadêmicos de entrar em contato com culturas estrangeiras e, ao mesmo tempo, complementar a sua formação acadêmica. Isso certamente contribuirá para que sejam profissionais de excelência no mercado de trabalho”. Durante os seis meses em que ficará em Portugal, Eric vai morar com outros dois brasileiros, numa casa de estudantes. Ansioso, ele conta que escolheu a Universidade do Porto por ser uma das universidades que mais recebem estrangeiros na Europa. “Durante as minhas pesquisas, percebi que a Universidade do Porto é muito aberta a alunos de outras nacionalidades. Há toda uma estrutura para que esses alunos sejam bem recebidos e se sintam à vontade no ambiente acadêmico. E isso foi fundamental para a minha escolha”, explicou. Eric tem sonhos. Assim que concluir a graduação, ele pretende se preparar para ingressar na magistratura. Ele acredita que o intercâmbio vai ajudar a abrir caminhos para a realização desse sonho. “Saber como funciona o poder judiciário na Europa é, sem sombra de dúvidas, uma forma de enriquecer meu aprendizado. Pretendo aproveitar ao máximo a oportunidade que estou recebendo e levar o nome da UENP comigo”, conclui.
Lido 947 vezes