Quarta, 10 Agosto 2016 10:30

Comitê Assessor de Internacionalização se reune com o Coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI

Escrito por
Na última terça-feira (28) de junho de 2016, ocorreu a reunião do Comitê Assessor de Internacionalização (CAINTER), cujos membros são representantes de todas as áreas dos Campi da Universidade. O encontro contou com a presença do Coordenador de Ciência e Tecnologia da SETI, Prof. Evandro Razzoto. Foram discutidas propostas que viabilizam a internacionalização dentro dos colegiados e em outros escopos da UENP, além de atividades que têm contribuído para os avanços que colocam a Universidade em destaque no cenário internacional, como projetos, parcerias, flexibilização e internacionalização do currículo e informações sobre eventos internacionais representados pela Coordenadora de Relações Internacionais, Profa. Dra. Eliane Segati Rios Registro.   Os acadêmicos Rafael Braz e Mariana Pedi, que realizaram intercâmbio na Colômbia pelo Programa BRACOL, suscitaram suas experiências positivas no exterior. Rafael Braz, acadêmico de Letras Português-Espanhol, salientou o quão importante é a internacionalização e como isso tudo é novo para o colegiado, tendo em vista que ele foi o primeiro aluno de graduação do Centro de Letras Comunicação e Artes a participar. Já a acadêmica Mariana Pedi, do curso de Direito, ressaltou o seu crescimento pessoal e acadêmico como resultado da experiência da mobilidade.   Tayla Lydia Dummer e Pablo Pocay Ananias, ambos do curso de Direito, participaram recentemente da 21ª Competição Interamericana de Direitos Humanos, em Washington D.C., Estado Unidos. Durante a reunião, os acadêmicos destacaram a importância do fomento a atividades de internacionalização, seus impactos, contrapartidas e o valor positivo que o evento proporciona, principalmente em questões curriculares.   O Professor Ricardo Castanho, do colegiado de Enfermagem, egresso do ZICOSUR, também compartilhou das suas atividades com os partícipes da reunião e salientou o quão próspero, produtivo e de extrema importância é esse contato dos professores com novos conhecimentos, sempre em busca de novas parcerias e, é claro, tendo em vista o enriquecimento cultural, linguístico e curricular que a mobilidade tem a oferecer.   Após as apresentações, os membros discutiram a Minuta de Mobilidade Internacional dos alunos de graduação – modalidade out, e ressaltaram a importância de se regulamentar o processo de forma justa e sem prejuízo discente.   Ademais, os membros contribuíram para o aprimoramento dos processos envolvidos no viés da internacionalização e, como sempre, comprometeram-se a provocar discussões nos seus respectivos colegiados e setores, face às políticas que integram a comunidade acadêmica no pano de fundo nacional e internacional.
Lido 1081 vezes Última modificação em Quarta, 10 Agosto 2016 10:37