banner pfidiomas

Coordenadoria de Relações Internacionais

Coordenadoria de Relações Internacionais

A coordenadora estadual do Programa Paraná fala Idiomas, Profa. Dra. Eliane Segati Rios, reuniu-se com a equipe pedagógica selecionada para atuar no projeto "Português como Língua Adicional para Imigrantes" para dar as boas-vindas aos integrantes do projeto. Na reunião, a equipe composta por 2 coordenadores pedagógicos e 5 tutores, foram discutidas estratégias pedagógicas para o desenvolvimento do projeto que visa, além da proficiência linguística, propiciar a imersão cultural e social dos pesquisadores ucranianos e de seus dependentes. Para a coordenadora, “o projeto é de fundamental importância para que os pesquisadores possam ser integrados não somente em nossa comunidade universitária, mas também em nossa sociedade, viabilizando a sua integração de forma natural e acolhedora”. O Programa- O projeto é uma ação do Paraná Fala Idiomas (Seti-UGF), em atendimento ao Programa Paranaense de Acolhida a Cientistas Ucranianas, idealizado pela Fundação Araucária com apoio da Superintendência Geral da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti)
Nome:Ana Claudia Rocha Rezende. Curso: Direito - UENP/CCSA. Origem: Universidade Estadual do Norte do Paraná-UENP. Destino: Universidade do Porto - Portugal. Período: Fevereiro de 2021 a Agosto de 2021. Tipo de Mobilidade: Programa Santander - Bolsas Íbero-americanas.  "O intercâmbio foi a melhor experiência de vida que pude ter e com certeza a mais bem aproveitada. Eu estava ansiosa em descobrir como seria e não estava enganada, tal como imaginei, a troca de experiências e cultura foi algo muito enriquecedor, principalmente pelo fato de que tive a oportunidade de conviver com outros intercambistas e pessoas de outras nacionalidades. Essas trocas, contribuíram sobremaneira para diálogos multiculturais, do que acabam por valorizar o país que é Portugal, com suas belezas, encantos e qualidades, e também, com toda certeza, mostrar para os lusitanos o que o Brasil proporciona e nossa cultura também. A oportunidade acadêmica foi ímpar, a Universidade do Porto, me recebeu calorosamente. Lá cursei matérias tanto da área do curso de Direito quanto do curso de Criminologia. Para além de conhecer o país Portugal e a cidade do Porto, conheci países que ficam ali próximos, graças a localização estratégica da cidade do Porto. Enfim, palavras não são capazes de descrever o quão imenso foi.. sonhei com tal acontecimento (intercâmbio) por muitos e muitos anos e ele parecia tão distante e agora, depois do fim desse período a sensação de gratidão por tudo o que essa oportunidade me proporcionou é indescritível. Agradeço demais ao CRI, por todo apoio durante esse período."
 A Coordenadora de Relações internacionais da UENP, profa. Dra. Eliane Segati Rios, participou, entre os dias 28 de abril de 06 de maio de 2022, de uma Missão Internacional para a Universidade de Múrcia – UMU,  na Espanha. Integraram a delegação a Reitora da UENP, profa. Fátima Aparecida da Cruz Padoan, a Coordenadora de Relações Internacionais, o Diretor do CCSA-CJ, Prof. Dr. Luiz Fernando Kazmierczak, e o coordenador do Programa de Mestrado e Doutorado em Ciência Jurídica (PPGCJ), prof. Dr. Fernando de Brito Alves.  As colaborações entre a UENP e a UMU ocorrem há mais de dez anos e, atualmente as duas instituições possuem acordos de dupla graduação e cotutela de teses de doutorado, nos dois casos oferecendo dupla titulação (no Brasil e na Espanha) aos seus participantes. Na área do direito ainda foram oferecidas pela UMU bolsas ILA para alunos de graduação e bolsas Eramus+ para estudantes, professores e agentes universitários das duas instituições, para a realização de intercâmbios.  A visita técnica teve uma agenda comum da delegação que ocorreu na Reitoria e no Campus das Mercês, que consistiu na recepção pelo reitor da UMU, Prof. Dr. José Luján, e nas boas vindas institucionais oferecidas pelo Dr. Pascual Cantos, Vicerrector de Internacionalización da UMU, e pela Profa. Dr. Francisca Ferrando, Diretora da Faculdade de Direito. Depois a delegação brasileira passou a trabalhar de forma setorizada. Agenda Profa. Dra. Eliane Segati Rios  A Coordenadora de Relações internacionais participou de uma semana intensa de capacitação profissional em gestão da internacionalização com recursos do programa Eramus+, da União Européia. A professora Eliane foi contemplada com a bolsa Erasmus+, na categoria administrativa, para qualificação da gestão internacional. Para tanto, ao longo do período da missão, esteve reunida com a equipe de internacionalização da UM, para o fortalecimento da gestão e implementação de ações conjuntas com vistas a novas parcerias.  No dia 4 de maio, a Profa. Dra Eliane esteve presente nas conferências realizadas pela UMU, que tinham como objetivo a apresentação do estado da arte da sua internacionalização, como exposições sobre programas de mobilidade da Universidade de Murcia, incluindo os com a América Latina, e uma reunião de trabalho de colaboração conjunta entre a UMU e a UENP.  Os dias 5 e 6 de maio contaram com diversas reuniões de apresentação pelos técnicos de cooperação internacional da UMU dos projetos de cooperação internacional, por Eva Sánchez, UMU Global, por Ascensión Ruiz, Programa Erasmus+ Mobilidade com terceiros paises (KA107/171), por Lucilia Fonseca, Campus Mare Nostrum de Excelência Internacional, por Maria del Carmen Buendía, e Creating partnerships: tips for successful collaborations, por Roberto de Gea.  Para a Profa. Dra. Eliane Segati Rios, Coordenadora de Relações Internacionais,  “a missão superou todas as expectativas. Além de oportunizar a capacitação para a qualificação da gestão internacional por meio das experiências de sucesso da Universidade de Múrcia, bem como pelo conhecimento de sua plataforma de gestão de projetos, houve o diálogo com representantes de outras áreas de conhecimento, para que possamos expandir as nossas parcerias para além da Direito. O caminho trilhado pela Direito abriu as portas para o reconhecimento e a relevância de nossa universidade no contexto internacional”, ressalta.  
Na última quarta-feira (30/03), a coordenadora estadual do Paraná Fala Idiomas (PFI), professora-doutora Eliane Segati Rios, participou de um encontro no Palácio Iguaçu- Curitiba/PR, na presença da embaixadora do Canadá no Brasil, Jennifer May, a cônsul-geral do Canadá em São Paulo, Heather Cameron, do governador Carlos Massa Ratinho Junior e do Secretário de Educação e do Esporte (Seed-PR), Renato Feder, entre outras autoridades do Estado.   Durante a reunião, os presentes avaliaram o programa Ganhando o Mundo, iniciativa da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) que visa a mobilidade internacional dos alunos da educação básica.    Segundo a coordenadora estadual, o programa Paraná Fala Inglês contribuiu com a formação linguística dos 100 alunos selecionados para o Canadá, por meio do curso "Inglês a distância", curso realizado em parceria com a UVPR. Dra. Eliane ressalta, ainda que, ao destacar a oralidade, o curso explorou os costumes culturais, educacionais, políticos e sociais do país, preparando os alunos para essa incrível oportunidade de mobilidade internacional ofertada pelo governo de nosso Estado.   Quatro dos intercambistas selecionados participaram da reunião por vídeochamada. Os alunos relataram, de suas cidades canadenses, suas experiências, adaptações e aprendizagens. Ainda, suas expectativas futuras e contribuições quando do seu retorno.   Os alunos teceram comentários positivos sobre o curso preparatório que realizaram, por meio do Paraná Fala Inglês e como o curso auxiliou a preparação da viagem ao Canadá. “Para mim, primeiramente, foi muito gratificante participar desse curso do Paraná Fala Idiomas. Todas as atividades, unidades do curso, contaram com atividades de “speaking, listening, reading” também incluiu, a parte cultural, para que não tivéssemos um choque cultural muito grande, quando chegássemos aqui no Canadá”,  relatou Gustavo Henrique de Oliveira, 16 anos, um dos alunos selecionados que está em Ontário-Canadá.   PFI-  É um Programa Estratégico da Seti, com apoio do Fundo Paraná, a fim de dar suporte às ações de internalização da internacionalização, em prol do desenvolvimento e do fortalecimento da ciência e tecnologia. Participam do Pfi as sete universidades estaduais do estado do Paraná (UEL, UEM, UEPG, Unicentro, Unioeste, UENP e Unespar).  
O projeto é uma ação do Programa Paraná Fala Idiomas (Pfi), em atendimento ao Programa Paranaense de Acolhida a Cientistas Ucranianas, idealizado pela Fundação Araucária com apoio da Superintendência Geral da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti).   Segundo a coordenadora estadual do Pfi, professora-doutora, Eliane Segati Rios, "o projeto atuará de forma estratégica no acolhimento das cientistas ucranianas, bem como de seus dependentes, quando houver, para, por meio do idioma, facilitar a inserção cultural, linguística, social e acadêmica em nosso Estado".   O projeto selecionará, em nível estadual,  sete (07) bolsistas da área de Letras para atuação por tempo determinado no projeto “Português como Língua Adicional para Imigrantes”, ofertado de modo remoto. A seleção contemplará dois (02) bolsistas na categoria de Orientador Pedagógico, com bolsa-auxílio, no valor de R $1.288,00 e cinco (05) bolsistas na categoria de Profissional Graduado, com bolsa de R $2.500,00.    Os interessados devem acessar os editais para consultar requisitos e demais informações.  As inscrições  serão realizadas exclusivamente por correio eletrônico, no endereço Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., até às 23h59min do dia 10 de abril de 2022.   O projeto “Português como Língua Adicional para Imigrantes” tem como objetivo implementar a oferta de ensino de português como língua adicional, como forma de apoio emergencial à inserção linguística, social e cultural das cientistas ucranianas, em atendimento ao Programa Paranaense de Acolhida a Cientistas Ucranianas. O Programa Paranaense de Acolhida a Cientistas Ucranianas, foi idealizado pela Fundação Araucária com apoio da Seti, ao oportunizar às cientistas das universidades ucranianas o acolhimento e integração nas universidades do estado do Paraná para desenvolvimento de pesquisas.   PFI-  É um Programa Estratégico da Seti, com apoio do Fundo Paraná, a fim de dar suporte às ações de internalização da internacionalização, em prol do desenvolvimento e do fortalecimento da ciência e tecnologia. Participam do Pfi as sete universidades estaduais do estado do Paraná (UEL, UEM, UEPG, Unicentro, Unioeste, UENP e Unespar).        
O aluno Arthur Araújo, estudante de Segunda Licenciatura em Letras e Espanhol da UENP, foi aprovado na Universidade de Santo Tomás, da Colômbia, e na Universidade Nacional del Sur, da Argentina, pelo programa PILA Virtual.Com essa oportunidade, Arthur estudará as disciplinas Español como Lengua Extranjera e Cultura Argentina para Extranjeros. "Conhecer a cultura e a língua dos países, cidades e regiões da América do Sul, faz-se necessário para compreender o quão latino-americano somos nas mais diversas multiculturalidades espalhadas pelo mundo. Quero conhecer culturas, costumes e formas de convivências com os hispanohablantes próximo do nosso território brasileiro e mostrar a cultura brasileira em determinadas ocasiões também”, destacou Arthur. A mobilidade acadêmica virtual caracteriza-se pela oportunidade de realização de atividades acadêmicas, curriculares e extracurriculares, em parceria com outras instituições, nacionais ou internacionais, em formato não presencial. Parabéns Arthur!
“Fazer parte do mestrado em ciências jurídicas da UENP é uma das experiências mais importantes da minha vida, pois é uma nova etapa que me permitiu conhecer novas pessoas e aprender sobre a cultura brasileira, além de aprender sobre o Direito Brasileiro a partir de a experiência dos excelentes professores que o programa possui. De Chavín de Huántar - Áncash - Peru, agradeço à UENP por oferecer oportunidades aos estudantes estrangeiros em seu programa de pós graduação.”
A aluna Beatriz Santos Barros, estudante do curso de Direito da UENP, foi aprovada no Instituto Tecnológico de Sonora, do México, e na Universidade Santo Tomás, da Colômbia. Com essa oportunidade, Beatriz estudará sobre os Paradigmas Psicológicos Contemporáneos, no Departamento de Psicologia e sobre Filosofía Política, Ética e Antropologia no departamentode Humanidades da Universidade. A aluna destaca: "Estou extremamente feliz com a realização desta mobilidade virtual, e queria agradecer a Coordenadoria de Relações Internacionais da UENP por dar toda aassistência necessária para o êxito dessa conquista. Ademais, essa experiência contribuirá para que eu consiga desenvolver com maior integralidade os desafios jurídicos da sociedade, utilizando a interdisciplinaridade entre as disciplinas de direito e psicologia. Ainda, a mobilidade trará aperfeiçoamento no idioma e ampliação dos horizontes acadêmicos, estes que cooperarão de forma efetiva para minha formação e realização meus sonhos profissionais”.A mobilidade acadêmica virtual caracteriza-se pela oportunidade de realização de atividades acadêmicas, curriculares e extracurriculares, em parceria com outras instituições, nacionais ou internacionais, em formato não presencial.
"Bom, a experiência de imersão na língua inglesa, disponibilizada por meio do curso ofertado pela Southern Ilinois University, trouxe descomunais resultados positivos, primeiramente de se viver, diariamente, o contato com a língua, o que trouxe crescimento individual e aumentou a proficiência em inglês. Além disso, a necessidade de realizar debates e o incentivo a participação culminou na desenvoltura, no aprimoramento e na confiança de estar a frente de desafios do dia a dia. Culturalmente trouxe diversos resultados como o enriquecimento cultural, uma vez que trouxe a possibilidade dos principais costumes norte-americanos, japoneses e latino-americanos. Dessa forma, eu pude perceber o quanto surpreendente foi esse período para o meu aprendizado na língua inglesa. Agradeço a UENP e a Universidade de Ilinois imensamente por essa oportunidade".
A coordenadora de Relações Internacionais da Universidade Estadual do Norte do Paraná, professora Eliane Segati Rios, participou da missão internacional “Programa de Lideranças Internacionais”, promovida pelo Departamento de Estado Americano. As reuniões foram realizadas de modo remoto e aconteceram no período de 25 de outubro a 12 de novembro de 2021. Durante um intercâmbio virtual, os participantes reuniram-se com várias associações, incluindo a NAFSA: Associação de Educadores Superiores, o Diálogo Interamericano, e o Conselho Americano de Educação. Além disso, ligaram-se a onze faculdades e universidades de sete cidades dos Estados Unidos da América participantes. A amplitude do programa permitiu ao grupo aprender sobre mais aspectos de nicho do sistema de ensino superior dos EUA, incluindo Instituições ao Serviço das Minorias e Faculdades Comunitárias. A missão contou com dois líderes internacionais de cada país participante, sendo Brasil, Chile, El Salvador e Peru indicados pelas respectivas Embaixadas e Consulados. O resultado final e objetivo da missão é o de construir uma rede entre as universidades participantes para avanços de parcerias com os Estados Unidos, além da colaboração entre os representantes dos países escolhidos. Os participantes tomaram conhecimento das Instituições ao Serviço das Minorias e do seu papel no acesso às populações mal servidas da Florida International University, Charles Drew University of Medicine and Science na Califórnia, University of Central Florida e Kentucky State University, e se reuniram com representantes da Michigan State University, UCLA, Centre College em Danville, KY, e Kalamazoo College em Michigan. Todos os encontros foram fundamentais para o fortalecimento da rede de participantes, em conjunto com as instituições americanas participantes, e permitiram que pudessem aprender e descobrir novas oportunidades de programas que são capazes não só de beneficiar o intercâmbio de alunos, mas também de professores e de colaboração internacional como um todo.Para a coordenadora de Relações Internacionais da UENP, a missão não só oportunizou colocar a Universidade em destaque, como também a expandir os contatos com demais líderes da América Latina. “Nós fortalecemos os laços com as Organizações Diplomáticas, Associações e Instituições Americanas. Como resultado, esperamos a formação de uma Rede Internacional entre os participantes, com o apoio da Embaixada, Consulado e Departamento de Estado Americano, para o desenvolvimento de projetos e programas de colaboração internacional”, disse Eliane Segati.
Página 1 de 18