banner pfidiomas

Terça, 25 Agosto 2020 15:54

Paraná Fala Idiomas planeja novos cursos para o segundo semestre

Escrito por Ana Paula Santos
Planejamento foi realizado por webconferência Planejamento foi realizado por webconferência
     As equipes pedagógicas dos cursos de Inglês e Francês das sete universidades estaduais do Paraná, que integram o Programa Paraná Fala Idiomas, estiveram reunidas por meio de webconferências, para planejar as atividades pedagógicas que serão realizadas no segundo semestre de 2020. O objetivo das reuniões foi avaliar as experiências vivenciadas pelos professores no primeiro semestre acadêmico, com a realização das atividades de forma remota, em consequência do distanciamento social imposto pela pandemia do COVID-19. O programa Paraná Fala Idiomas foi o primeiro a adaptar o modelo de ensino e aprendizagem à nova realidade.      De acordo com a coordenadora estadual do programa, professora Eliane Segati Rios, a participação dos alunos nesse sistema on-line foi bastante satisfatória e a evasão foi baixa, o que indica que o ensino a distância pode se tornar uma tendência para o Paraná Fala Idiomas. “No início do semestre houve a necessidade de adaptação com as diferentes plataformas digitais. No entanto é importante destacar que a troca de experiência entre os professores, comprovou que os aspectos positivos foram enormes. Podemos destacar a integração dos alunos de universidades diferentes nas atividades e também entre os professores. Por exemplo, implementamos o “peer observation”, em que os professores participavam de uma aula uns dos outros, não para avaliar, mas sim para compartilhar e isso contribuiu com o dinamismo das atividades”.      Além das aulas, as universidades também realizaram diversas lives, que envolveram os alunos e professores de diferentes universidades. Ao avaliar essa experiência, a coordenadora ressaltou que o programa adquiriu um novo perfil. “Foram derrubadas as barreiras físicas e o Programa passará a atuar também na modalidade a distância”. No planejamento dos cursos para o segundo semestre estão previstas as aulas remotas, e, em consequência dos aspectos positivos, a expansão do ensino a distância, incluindo a criação de um portal para o Programa, com conteúdo e material exclusivos.      Luiz Cezar Kawano, coordenador da Unidade Gestora do Fundo Paraná, ressaltou a importância da continuidade e ampliação do Programa para o ensino de outras línguas estrangeiras no Estado, e para o processo de internacionalização das universidades. “O Governo do Estado vem trabalhando para superar os desafios econômicos e financeiros, mas entendemos que o programa Paraná Fala Idiomas precisa de apoio para se estruturar tecnologicamente para manter também a modalidade de ensino virtual, além das presenciais, até mesmo para dinamizar o Programa e atender a demanda”.      Além das demandas gerais para o Programa, também foram definidos alguns objetivos específicos para o Paraná Fala Inglês e Francês, que serão implementados pelas sete universidades, respeitando as particularidades de cada uma. Para o Francês, as diretrizes seguem no fortalecimento das atuais parcerias com a UQÀM (Université du Quebec à Montreal) e com o Ministério de Relações Exteriores e Francofonia. No Inglês, as equipes trabalham para implementar em 2021 mais dois cursos - “Academic Writing”, de parceria com o Conselho Britânico, que visa a escrita acadêmica em língua inglesa para publicações internacionais, e “Ganhando o Mundo”, curso de aperfeiçoamento da língua inglesa para alunos de Ensino Médio que farão intercâmbio subsidiados pelo Governo do Estado do Paraná. O Paraná Fala Idiomas oferece cursos de todos os níveis de proficiência, desde o básico até cursos para fins específicos, e que são destinados para toda comunidade universitária, incluindo alunos, professores e agentes universitários.
Última modificação em Terça, 25 Agosto 2020 16:36