Coordenadoria de Relações Internacionais

Coordenadoria de Relações Internacionais

Entre os dias 4 e 8 de fevereiro, 7 representantes do Paraná Fala Inglês tiveram a oportunidade de participar do Curso de Capacitação “Metodologia de Educação Superior: Inglês como Meio de Instrução”, ministrado pelo professor Ronald Barry Martinez, na UFPR. Tivemos o professor Renan William e a professora Erika Cosendey representando a UENP. O objetivo foi aprender metodologias ativas voltadas para o ensino de diversas ciências por meio da Língua Inglesa, para implementá-las em nossa universidade.
Se você é aluno, professor ou funcionário da UENP, inscreva-se já para o Paraná Fala Inglês! Cursos gratuitos, com carga horária semanal de 4h! Para concorrer à vaga, você deve realizar três ações:1) Preencher o formulário de inscrição, no link: https://bit.ly/2MP7oMR; 2) Enviar um comprovante de vínculo com a UENP no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; 3) Realizar o teste de nivelamento online, no link: https://bit.ly/2K6GHnM Os resultados serão divulgados no dia 21 de março! Mais informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
A Reitora, Profa. Fátima Aparecida da Cruz Padoan e a Coordenadora de Relações Internacionais da UENP Profa. Eliane Segati Rios Registro participaram do IV Encontro Internacional de Reitores Universia 2018, realizado nos dias 21 e 22 de maio em Salamanca, Madri. O Encontro, presidido pela Sra. Ana Botín, presidente do Banco Santander e Universia, teve como tema principal “Universidade, Sociedade e Futuro” e contou com a participação do Rei Felipe VI da Espanha, do Presidente de Portugal Marcelo Rebelo de Sousa e de mais de 700 reitores e representantes internacionais de 26 países. Os participantes discutiram, nos dois dias de evento, a formação e a aprendizagem frente ao impacto da transformação digital, da inovação e da internacionalização na formação, entre outros temas estratégicos sobre da universidade do século XXI. Na ocasião, a Reitora assinou um convênio geral entre a UENP e a Universidade de Salamanca. Segundo a Reitora, a assinatura do convênio com uma universidade que acaba de completar 800 anos de existência só reafirma o valor da nossa universidade no contexto internacional. Segundo a Coordenadora de Relações Internacionais, a parceria oportunizará à comunidade universitária da UENP diversas ações de cooperação conjunta com vistas ao desenvolvimento e ao fortalecimento do ensino, da pesquisa e da extensão. Na sequência, a Reitora, a Coordenadora de Relações Internacionais e o Coordenador dos Programas de Mestrado e Doutorado em Ciência Jurídica, Prof. Dr. Fernando de Brito Alves, participaram do 1er Colloque internacional droit et développement – CIDROIT 2018, em Paris, sob o tema “Os desafios globais para o direito contemporâneo”. A conferência tratou de temas como “Direito e Desenvolvimento Sustentável”, “Direito internacional, Migrações, Refúgio e Direitos Humanos”, “Compliance e Combate à corrupção e à criminalidade transnacional”, “Direito do Trabalho e Seguridade Social”, “Direito Constitucional” e “Direito Empresarial”. A participação no evento teve, como objetivo principal, tratar da potencial cooperação entre a UENP e a Université Paris 1 Panthéon-Sorbonne, especificamente na área de direito. Para tanto, foi realizada uma reunião com a Diretora de Relações Internacionais de Sorbonne, Mrs Joan Anfossi-Divol, a fim de discutir as potencialidades dessa parceria. De acordo com o Prof. Fernando Brito: “uma das principais metas da pós-graduação em direito, nesse quadriênio, é a internacionalização; por isso, a participação em redes de pesquisa, e a colaboração internacional entre instituições de excelência e a UENP, deve ser priorizada, para que o programa consiga melhorar a sua avaliação”. Por fim, a equipe participou de uma reunião com o Ministro Conselheiro Rodrigo Saldanha e seus assessores, na Embaixada do Brasil em Paris, com vistas a expandir as relações diplomáticas da UENP e oportunizar a expansão das ações de internacionalização com a França.
Desde 2017, a Smrt English vem desenvolvendo Live Classes em parceria com o Paraná Fala Inglês! Criamos este cronograma para que todos possam se organizar e participar! As Live Classes acontecem toda quinta-feira, às 18:30. Na ocasião, um professor do Canadá dá uma aula sobre temas variados e, também, interage e discute com os participantes. Trata-se de uma grande chance de interagir com um nativo, trocar ideias sobre diversos assuntos relevantes (política, internet, etc) e, ainda, melhorar o Inglês!  Para participar, basta digitar "Smrt Live Parana Streams" no Youtube – assim, é possível assistir as aulas anteriores e, também, acessar as próximas!
Aconteceu entre os dias 14 e 18 de abril, na cidade do Rio de Janeiro, a 30ª conferência anual da Associação Brasileira de Educação Internacional – FAUBAI, o mais importante evento de internacionalização da educação superior na América do Sul. A conferência, que incluiu a realização de 13 workshops, 5 sessões plenárias e 48 sessões paralelas com 126 apresentações, contou com a participação de mais de 700 representantes da educação internacional, entre reitores, diplomatas, assessores, gestores, docentes e pesquisadores de diversos países, a fim de discutir a relação entre internacionalização e pesquisa, os desafios e estratégias para implementação de políticas de internacionalização e a atratividade da pesquisa brasileira. A Profa. Dra. Eliane Segati Rios Registro, Coordenadora de Relações Internacionais da UENP e representante da UENP na FAUBAI, esteve presente no evento, ocasião em que se deu a formação do novo Conselho Deliberativo, do qual assumiu a Vice-Presidência. Junto à Profa. Eliane, elegeu-se os seguintes nomes: Maria Leonor Alves Maia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) como Presidente; Marcelo Mira Tavares da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) como Secretário-Geral; Vanessa França Bonini Panico da Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP) como Tesoureira; Prof. Luis Paulo Gomes Mascarenhas da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) como Represente das Instituições de Ensino Superior Estaduais e Municipais; Prof. Rafael Mattiello da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) como Representante da Região Sul; e como Suplente, Prof. Gisele Onuki da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Além de tomar posse do cargo de Vice-Presidente, a Profa. Dra. Eliane Segati mediou sessões de discussão e realizou três apresentações na conferência: “Collaborations For Internationalization: Blended Language Learning And Curriculum Partnerships, Brazil And Canada”, junto à Cath D'Amico e Glenda Fish da Trent University; “Parana Speaks English Program And Smrt English - First Results Of This Innovative Language Program”, junto ao representante da Smrt English, Paulo Silva; e “Parana Et Canada Parlent Francais!: Parana-Canada Cooperation For French Language Education Capacity-Building”, ao lado de Rachel Lindsey, diretora de Assuntos Internacionais do Languages Canada, e de Catherine Rodriguez da l'Université du Québec à Montréal (UQAM). Para a Coordenadora de Relações Internacionais, “a 30ª Conferência da FAUBAI propiciou ainda o aumento de parcerias entre a UENP e universidades estrangeiras, a realização de diversas reuniões com representantes de organizações internacionais, bem como a apresentação dos resultados obtidos através do Programa Paraná fala Idiomas, da parceria entre o Paraná fala Idiomas da UENP e a Smrt English, das parcerias com a organização Languages Canada e do Acordo de Cooperação entre a UENP (Campus de Cornélio Procópio e Campus de Jacarezinho) e a Trent University” e ressalta: “a UENP já está em evidência no cenário internacional!” Completando 30 anos em 2018, a FAUBAI reúne mais de 250 gestores ou responsáveis por assuntos internacionais, promovendo a integração e a capacitação dos mesmos, a fim de aperfeiçoar a cooperação internacional para a melhoria do ensino, da pesquisa, da extensão e da administração das instituições filiadas.
A Coordenadoria de Relações Internacionais informa que, no dia 09 de maio, das 13:00 às 13:45, haverá uma reunião via webconferência, aberta a todos os que se interessarem no Programa de Mobilidade PFI. Na ocasião, a Coordenadora irá explicar a respeito do programa, dar maiores informações e tirar possíveis dúvidas. Os interessados em participar deverão acessar o link: http://webconf2.rnp.br/uenp_2/ e fazer login como visitantes, indicando nome completo. Para tanto, é necessário ter o programa Adobe Flash Player atualizado e conexão de internet à cabo. Mais informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Um camping tipicamente americano realizado no Brasil. Water pong e versões customizadas de corre-lenço, dança da cadeira e outras brincadeiras.   Comida, muitos amigos, diversão e uma regra muito importante. Só pode se comunicar em inglês. A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) promoveu, durante toda a sexta-feira, dia 27 de abril, a primeira edição do Immersion Day com a presença dos assistentes de ensino de língua inglesa vindos dos Estados Unidos.           O evento, realizado por meio da Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI), aconteceu na Fazenda São Francisco, no município de Cambará, e contou com a participação de quase 40 membros da comunidade acadêmica. Dentre eles, estudantes da graduação e pós-graduação, professores, membros da CRI e os assistentes estadunidenses, que se envolveram em todo o planejamento e organização do evento. Segundo a coordenadora da CRI, Profa. Dra. Eliane Segati Rios Registro, o Dia de Imersão serve como um evento completo para a prática e o aprimoramento do inglês dos participantes. “Ter a realização de um encontro como esse em um lugar aberto, fora do ambiente formal de sala de aula é fundamental para que a comunidade possa evoluir seu idioma”, disse. “Além disso, a experiência que eles têm aqui é semelhante a quando se vai para o exterior, que envolve se comunicar apenas na língua estrangeira, com nativos. Mesmo em cursos de Letras, na maioria do tempo, os acadêmicos falam em português. Por isso, um dia todo de imersão ajuda a mostrar para os acadêmicos que eles podem se comunicar no outro idioma e que têm o amparo de amigos e colegas”, acrescenta.   Envolvida diretamente com a promoção do evento, a bolsista da CRI, Carolina Martoni, comenta a importância do contato próximo entre comunidade, assistentes estrangeiros e o contexto da imersão cultural. “Aqui não há um senso de hierarquia, de julgamento ou avaliação. Por isso, as pessoas podem agir de forma mais espontânea e assim praticar seu inglês. ]Com a imersão na cultura americana, os participantes têm uma experiência ainda mais completa no desenvolvimento do idioma estrangeiro”, acentua. “Team work makes the dream work” A frase escrita em uma lousa no meio das atividades significa “Trabalho em grupo faz o trabalho dos sonhos”.   Este trabalho em grupo foi uma das maneiras que os assistentes americanos encontraram para estimular a prática do inglês dos participantes, segundo um dos nativos da língua, Karl Schneider. “Usamos o trabalho em grupo para ajudar os participantes a interagirem entre si e fazer o máximo possível para exercitar o inglês. Mas, além disso, essa prática incentiva a interação social e a criar uma noção de cooperação entre todos os colegas, por isso, o crescimento não é apenas na língua, mas também uma evolução humana”, descreve. Cindy Tuz, outra dos assistentes norte-americanos, comenta a experiência do contato com os participantes.   “O trabalho cooperativo, competitivo e interativo que realizamos aqui hoje se assemelha com summer camps que realizamos nos Estados Unidos. É realmente um dia todo de imersão que proporciona aos acadêmicos a possibilidade de aprimorar seus conhecimentos não só na língua, mas também na cultura de outro país”, completa. Participantes dos três campi da UENP marcaram presença no primeiro Immersion Day. A estudante de Direito, Anny Lods, aprovou a experiência vivenciada no evento. “Eu gostei de tudo. Acho que praticar inglês dessa forma, com interação e em um lugar como uma fazenda, fora das carteiras da sala de aula e com exercícios físicos divertidos é a melhor maneira de melhorar no inglês”, relata. O estudante da especialização em Humanidades, Carlos Eduardo Paiva, diz que o evento acrescenta na prática de uma língua viva em diversas atividades culturais das quais consome.       “O inglês sempre esteve presente nos jogos, nas músicas, nos filmes e nas séries que gosto. É muito bom poder praticar a língua aqui, com falantes nativos e todos os colegas. Sem dúvida, é muito proveitoso”, destaca. Docentes da UENP também fizeram parte da imersão. A professora do curso de Veterinária, Mariza Fordellone Rosa Cruz, participou de todas as brincadeiras e aprovou a experiência como um todo. “É sem dúvida a melhor forma de praticar inglês. Espero que aconteça mais vezes e que sejam tão boas como esta. É um momento em que se aprende com descontração, interação e imersão em uma outra realidade, por isso, é bastante gratificante”, finaliza.    
Um camping tipicamente americano realizado no Brasil. Water pong e versões customizadas de corre-lenço, dança da cadeira e outras brincadeiras. Comida, muitos amigos, diversão e uma regra muito importante. Só pode se comunicar em inglês. A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) promoveu, durante toda a sexta-feira, dia 27 de abril, a primeira edição do Immersion Day com a presença dos assistentes de ensino de língua inglesa vindos dos Estados Unidos. O evento, realizado por meio da Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI), aconteceu na Fazenda São Francisco, no município de Cambará, e contou com a participação de quase 40 membros da comunidade acadêmica. Dentre eles, estudantes da graduação e pós-graduação, professores, membros da CRI e os assistentes estadunidenses, que se envolveram em todo o planejamento e organização do evento. Segundo a coordenadora da CRI, Profa. Dra. Eliane Segati Rios Registro, o Dia de Imersão serve como um evento completo para a prática e o aprimoramento do inglês dos participantes. “Ter a realização de um encontro como esse em um lugar aberto, fora do ambiente formal de sala de aula é fundamental para que a comunidade possa evoluir seu idioma”, disse. “Além disso, a experiência que eles têm aqui é semelhante a quando se vai para o exterior, que envolve se comunicar apenas na língua estrangeira, com nativos. Mesmo em cursos de Letras, na maioria do tempo, os acadêmicos falam em português. Por isso, um dia todo de imersão ajuda a mostrar para os acadêmicos que eles podem se comunicar no outro idioma e que têm o amparo de amigos e colegas”, acrescenta. Envolvida diretamente com a promoção do evento, a bolsista da CRI, Carolina Martoni, comenta a importância do contato próximo entre comunidade, assistentes estrangeiros e o contexto da imersão cultural. “Aqui não há um senso de hierarquia, de julgamento ou avaliação. Por isso, as pessoas podem agir de forma mais espontânea e assim praticar seu inglês. Com a imersão na cultura americana, os participantes têm uma experiência ainda mais completa no desenvolvimento do idioma estrangeiro”, acentua. “Team work makes the dream work” A frase escrita em uma lousa no meio das atividades significa “Trabalho em grupo faz o trabalho dos sonhos”. Este trabalho em grupo foi uma das maneiras que os assistentes americanos encontraram para estimular a prática do inglês dos participantes, segundo um dos nativos da língua, Karl Schneider. “Usamos o trabalho em grupo para ajudar os participantes a interagirem entre si e fazer o máximo possível para exercitar o inglês. Mas, além disso, essa prática incentiva a interação social e a criar uma noção de cooperação entre todos os colegas, por isso, o crescimento não é apenas na língua, mas também uma evolução humana”, descreve. Cindy Tuz, outra dos assistentes norte-americanos, comenta a experiência do contato com os participantes. “O trabalho cooperativo, competitivo e interativo que realizamos aqui hoje se assemelha com summer camps que realizamos nos Estados Unidos. É realmente um dia todo de imersão que proporciona aos acadêmicos a possibilidade de aprimorar seus conhecimentos não só na língua, mas também na cultura de outro país”, completa. Participantes dos três campi da UENP marcaram presença no primeiro Immersion Day. A estudante de Direito, Anny Lods, aprovou a experiência vivenciada no evento. “Eu gostei de tudo. Acho que praticar inglês dessa forma, com interação e em um lugar como uma fazenda, fora das carteiras da sala de aula e com exercícios físicos divertidos é a melhor maneira de melhorar no inglês”, relata. O estudante da especialização em Humanidades, Carlos Eduardo Paiva, diz que o evento acrescenta na prática de uma língua viva em diversas atividades culturais das quais consome. “O inglês sempre esteve presente nos jogos, nas músicas, nos filmes e nas séries que gosto. É muito bom poder praticar a língua aqui, com falantes nativos e todos os colegas. Sem dúvida, é muito proveitoso”, destaca. Docentes da UENP também fizeram parte da imersão. A professora do curso de Veterinária, Mariza Fordellone Rosa Cruz, participou de todas as brincadeiras e aprovou a experiência como um todo. “É sem dúvida a melhor forma de praticar inglês. Espero que aconteça mais vezes e que sejam tão boas como esta. É um momento em que se aprende com descontração, interação e imersão em uma outra realidade, por isso, é bastante gratificante”, finaliza.
O Programa “Paraná Fala Idiomas/Inglês”, em parceria com a Languages Canada, acaba de lançar o programa de Mobilidade Internacional! Com o intuito de estimular os alunos, oportunizar o contato direto com a língua inglesa e fomentar ações conjuntas entre as universidades paranaenses e as universidades canadenses, o Programa de Mobilidade visa premiar dois alunos de cada universidade estadual do Paraná com uma bolsa de imersão de 3 a 4 semanas no Canadá. Poderão se inscrever docentes, discentes e agentes universitários que participaram dos cursos do Paraná Fala Inglês durante o segundo semestre de 2017, que tenham obtido nível mínimo B1 no TOEFL e que atingiram frequência superior a 75% e desempenho acadêmico superior a 70%. Para detalhes e mais informações, consulte o edital: http://cri.uenp.edu.br/…/240-edital-016-2018-programa-…/file Em caso de dúvidas, entre em contato por e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Quarta, 28 Março 2018 16:36

Smrt Live Class - 2018

No dia 29 de março de 2018, às 18:30 (horário de Brasília), serão retomadas as Smrt Live Classes realizadas pela Smrt English em parceria com o Paraná Fala Inglês. As aulas são online, gratuitas e exclusivas para a comunidade acadêmica das universidades estaduais do Paraná. A proposta da Live Class é ter um professor-mediador canadense para abordar e discutir assuntos genéricos com os estudantes das IES. Assim, os alunos têm a oportunidade de melhorar o inglês por meio de interações com professores nativos. Em 2018, espera-se um número de participantes ainda maior que no ano passado.
Página 1 de 13