Quarta, 10 Agosto 2016 10:05

Lucas Mateus Gomes Martins - Discente Outbound - Portugal

Escrito por
Nome: Lucas Mateus Gomes Martins Curso: Ciências EconômicasDestino: PortugalUniversidade de destino: Universidade de CoimbraPeríodo: 02/2016 a 07/2016Tipo de Mobilidade: Universia Santander   Não poderia começar esse breve relato sobre meu intercâmbio sem agradecer a Profª. Drª. Eliane Segati e o estagiário Paulo Sergio, que sempre estiveram de prontidão para me dar suporte quando necessário. Em agosto de 2015 eu recebi a ligação da Coordenadoria de Relações Internacionais da UENP, dizendo que eu possuía a maior média global entre os inscritos no processo de Seleção da Bolsa Ibero-americana do Santander Universidades. Com isso, já demos abertura ao processo burocrático do intercâmbio na Universidade de Coimbra. Já com passaporte com visto em mãos, parti para Portugal no final do mês de janeiro, me instalando em um prédio (conhecido como Yellow House) na cidade de Coimbra, arrendado por estudantes Erasmus. Habitação essa, onde moravam jovens de países como Brasil, Itália, Alemanha, Inglaterra, Espanha, Polônia e Luxemburgo. Estudei na FEUC – Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, onde frequentei as aulas das matérias de Língua Inglesa, Economia Monetária e Financeira, Desigualdades e Movimentos Sociais e, por fim, Organizações Internacionais. Com certeza, posso dizer que o intercâmbio foi a melhor experiência da minha vida, tanto acadêmica quanto pessoal. Consegui adquirir uma nova visão sobre diferentes culturas, consegui aprender mais sobre respeito e responsabilidades, sobre pensamentos que divergem do meu, consegui perceber quão grande e importante o Brasil é na visão dos europeus, as matérias que cursei me forneceram conteúdos que jamais pensei ter acesso, aprendi a admirar as antigas e históricas cidades que há em Portugal, e que Portugal não possui apenas Lisboa, Porto, Cristiano Ronaldo e pastel de Belém. Portugal é um país incrível, cheio de monumentos históricos, cheio de belas cidades, belas praias, boa música, culinária impecável, etc... Sou muito grato a tudo, sou grato a Coimbra, a Universidade de Coimbra, a UENP, aos meus pais por terem me auxiliado financeiramente e me apoiaram em momentos que me sentia perdido em minha viagem, pois tudo isso me proporcionou conhecer pessoas maravilhosas, pessoas com quem eu passava cada minuto do meu intercâmbio, que me auxiliavam quando estava com dificuldades, que vinham em até a porta do meu quarto perguntar como eu estava, que me fizeram chorar na hora de dar adeus e que aderiram ao “brazilian way” e sem mais repúdio, entenderam o valor de um abraço para os brasileiros, por mais que isso não fizesse parte de sua cultura. Volto da Europa, após ter conhecido Portugal, Bélgica, Holanda, França, Espanha e Reino Unido, sem aderir a ideia de que europeus são fechados e frios, posso dizer que estou apaixonado por eles, pela maneira de viver, de enfrentar os problemas que a vidas nos traz... Estou de volta ao Brasil com uma felicidade imensa, possuo hoje um sentimento de gratidão que me faz sorrir quando me perguntam como foi minha estadia em Portugal. Espero um dia sentar novamente no chão da Praça da República em Coimbra, com os amigos Brasileiros, Italianos, Espanhóis, Portugueses, Poloneses, Belgas, Luxemburgueses, Alemães, Angolanos, Finlandeses, Tchecos, Britânicos, Croatas, Húngaros, Eslovenos, Eslovacos e Franceses que fiz e tomar uma sangria, com sempre fizemos, rir um pouco, dançar e enfrentar as ladeiras e escadas que Coimbra tem de monte a nos oferecer. Aprendi a ser mais patriota mesmo amando vários outros países, adquiri conhecimentos valiosos para minha carreira de economista, fiz amigos, fiz viagens, estudei muito, me diverti muito, fui para muitas festas, passei infinitas horas na biblioteca de Coimbra, subi e desci milhares de escadas e ladeiras e sou eternamente grato por isso. Obrigado a UENP, a UC, ao Santander e a minha família.
Última modificação em Sexta, 12 Agosto 2016 17:01